Skip to content
outubro 14, 2010 / consideracoesfinais

Procura-se: Ferramentas para uma renovação do ser humano.

Após concluir a leitura do livro: Crime e Castigo – Dostoiésvki, acho de grande valorização alguns raciocinios sobre a obra:
Levando em consideração o crime cometido e valorizado por teorias de natureza pessoal, assusto-me quando leio o trecho em que Raskólnikov expressa não ser merecedor do assassinato que havia cometido, por ter agido sobre erros miseráveis.  Se seu plano fosse realizado com êxito, estaria claro de que era merecedor de suas ações. Logo é de súbita conclusão de que não era, conforme acreditará, um gênio e sim um mero piolho.
Estariamos caminhando para uma humanidade, além de individualista, vil? Uma humanidade cujo o próximo pode ser sacrificado em pról de uma tese própria, de sangue frio, suportada por argumentos ilusionistas e viciosos?
Há uma forma de reverter esse processo. Por mais Barato que soe esta filosofia, acredito fiélmente que seja o amor a ferramenta para essa renovação. No caso de Raskólnikov, quando o amor tocou-lhe: ” uma força invisível lançou-o aos pés da moça.” ” Era o amor que os ressucitava… ” ” Uma realidade totalmente ignorada até então. ”

Uma realidade que deveria ser visada por todos. Ser como meta principal na vida e não um simples desejo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: